domingo, 10 de julho de 2011

Quem ama, cuida.



Uma coisa simples mas que nem sempre damos a importância que merece.

Como todo mundo já deve ter visto e ouvido muito por aí, as pessoas são como plantas. Nós começamos com a sementinha do relacionamento (amizade, namoro, família) e temos que regá-la, levar pra tomar sol e tirar as folhas velhas com frequência pra crescer forte e saudável. Acho esse ditado/comparação genial, somos todos plantas!

Aproveitando, o caso é: precisamos cuidar melhor do nosso jardim. Procurar os vasos que contém nossas plantas preferidas e mantê-las sempre perto e num lugar bom, tirar as ervas-daninhas e outras que sufoquem ou prejudiquem as que são realmente importantes e lembrar de sempre cuidar bem daquelas que nos cuidam bem. Aquela árvore linda da família, que dá sombra, frutos e sustenta a rede pra você dormir tranquilo, os vasos grandes e cheios de flores das amizades, que enchem os olhos de beleza e o ar de perfume e alegria, e o canteiro próprio do amor, que pode guardar uma mudinha mirrada e frágil ou uma planta com muitos brotos e flores.

Por isso eu digo, não podemos descuidar de quem gostamos. Com isso não quero dizer que temos que virar babás de pessoas específicas e esquecer o resto, claro que não. Quero dizer que, se for realmente importante pra nós, não podemos deixar de cuidar. Deixar de mostrar preocupação quando não dá notícia por muito tempo, felicidade pela existência e companhia e compaixão nos momentos difíceis.

É algo natural tentar deixar quem a gente gosta feliz. Com presentes simples e ocasionais, quando menos se espera, elogios, recados, telefonemas, dias de fazer nada, conversas, risos... Porque isso nos faz feliz tambem. Por isso sempre tento levar isso na cabeça pra não deixar de cuidar de quem eu gosto.

Já que tocamos no assunto, aposto que você ficou com vontade de ir "cuidar" de alguem que gosta. Eu fiquei e vou lá agora! Hehe.