sábado, 11 de abril de 2009

"tenho a impressão de que eu estaria mais conformada comigo mesma se estivesse deprimida no momento"; foi o que acabei de constatar.
não entendo porque mas sinto que, inconscientemente, estou tentando me puxar para baixo. estou me forçando a ficar preocupada/ansiosa/chateada com a situação de término como se, por não ser uma coisa muito divertida, eu tivesse que ficar triste.
mas eu não me sinto triste.
eu não sei o que sinto.
quero dizer... é óbvio que eu ligo pra isso mas não é como se não pudesse viver sem.
agora parei para lembrar do filme que vi com minha irmã e um amigo nosso na quarta: "Ele não está tão afim de você".
talvez o Alex esteja certo; provavelmente é por causa da minha necessidade como mulher de fazer drama.
[...]
ou talvez eu só esteja pensando demais na mesma coisa.
sentimentos são feitos para serem sentidos e não entendidos;
é como se eu tentasse definir a amizade ou o ódio ou até o amor... pior! é como se eu tentasse entender todos esses sentimentos juntos sentidos por uma adolescente.

haha, chega a ser irônico eu quase começar uma tese tentando entender a mim mesma.
whatever; escrever me ajuda a pensar e relaxar... dã! não é à toa que eu tenho um blog ^^"
até a minha próxima crise ;*

ps¹: eu vim antes da Páscoa! então feliz Páscoa de novo pra vocês (:
ps²: posso aparecer antes da crise - acabei de pensar nisso. tenho uma pauta do TDB que quero muito fazer!