segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Resgate de postagem

""A dor é um evento. Ela acontece com você, e você lida com ela da melhor maneira possível."

- O vendedor de armas (Hugh Laurie)

Assim como a dor, a mudança é um evento.
Muitas pessoas lidam com ela celebrando, outras chorando e outras sendo indiferentes (ou pelo menos tentando).
Há também quem use uma mudança como pretexto para mudar mais alguma coisa que só faltasse coragem para fazê-lo. Conheço quem corta os cabelos, pinta e alisa, quem muda a organização do quarto ou da sala e uma ou outra que renova o guarda-roupa inteiro.
Eu não sei lidar com mudanças e, mesmo prometendo usá-la como um pretexto também, nunca consigo. Meu conservadorismo é crítico em relação a mim e o máximo que me permito é pintar minhas unhas de uma cor nova (claro, com a acetona do lado pra poder tirar em qualquer emergência - principalmente arrependimento).
Dessa vez não foi muito diferente: faculdade, pessoas novas, mundo novo, ninguém sabe nada de mim e nem tenta adivinhar ou supor e eu, já de cara imaginando uma nova luzinha piscando na parede das características com o nome "Comunicativa", achei que esse seria o momento certo para ser vista de outro modo que não o antigo (mal-humorada, chata, reclamona).
Por sorte, talvez, vi os dois primeiros dias passarem e eu, mais uma vez, estava de braços cruzados, como se esperasse que alguma coisa me sacudisse até toda a pele velha se soltar e eu conseguir me mover (pra frente, de preferência)."
Em 30 de março de 2010
Bem, posso dizer que eu nem lembro mais como sucederam os dias seguintes ? Pois é. Mas provavelmente eu não tomei iniciativa alguma. De qualquer modo, agora estou caminhando para o 2º semestre de curso, com bons colegas e quase amigas que pretendo levar adiante. No geral, acho que eu soube lidar bem com essa mudança.